Covid-19 chega à Antártica, o último continente intocado - Dezembro 2021

Autoridades chilenas anunciaram que 58 pessoas que estavam em duas bases militares na Antártica ou em um navio da Marinha que foi ao continente tiveram resultado positivo para o novo coronavírus.

Antarctica covid-19, pandemia na Antártica, notícias mundiais, expresso indianoAté agora, nenhum outro país com presença na Antártica relatou publicamente qualquer outro caso. (Jeremy Harbeck / NASA via AP)

A pandemia finalmente atingiu todos os continentes da Terra.

Autoridades chilenas anunciaram que 58 pessoas que estavam em duas bases militares na Antártica ou em um navio da Marinha que foi ao continente tiveram resultado positivo para o novo coronavírus.

Até agora, nenhum outro país com presença na Antártica relatou publicamente qualquer outro caso.

O Exército do Chile anunciou na segunda-feira que 36 pessoas na base Antártica Gen Bernardo O’Higgins Riquelme tiveram resultado positivo, e na terça-feira o ministro da Saúde da região de Biobio no Chile disse que há 21 infecções envolvendo pessoas a bordo do navio de abastecimento Sargento Aldea da marinha chilena.

Mais um caso foi relatado na aldeia de Las Estrellas, onde vivem civis que trabalham na Base Aérea Tenente Rodolfo Marsh Martin, disse Eduardo Castillo, secretário regional de saúde da área de Magallanes, que supervisiona as operações chilenas na Antártica. O navio Sargento Aldea atracou naquela aldeia, acrescentou.

O Exército disse que o primeiro grupo de 36 pessoas inclui 26 militares e 10 funcionários civis de uma empresa com contrato de manutenção. Ele disse que nenhum até agora mostrou complicações.

As primeiras três pessoas no navio do Sargento Aldea testaram positivo na semana passada e todos os 208 tripulantes estão sendo colocados em quarentena a bordo desse navio, de acordo com a Marinha. Ele disse que o navio atendeu a base na Península de Trinity entre 27 de novembro e 10 de dezembro.

A US National Science Foundation, a agência que supervisiona os programas americanos na Antártica, disse estar ciente dos relatos de casos positivos em passageiros a bordo do Sargento Aldea.

O pessoal das estações do Programa Antártico dos EUA não teve nenhuma interação com as estações chilenas em questão ou com o pessoal que reside lá, disse a fundação. A NSF continua comprometida em não trocar pessoal ou aceitar turistas nas estações do USAP.